BlackPhone não é páreo para BlackBerry :D

blackphone face

Já ouviram falar em “BlackPhone” ??? Para quem não conhece, o BlackPhone é um smartphone Android com foco em segurança, privacidade dos dados e sigilo a comunicações dos usuários.

Em um mundo pós Edward J. Snowden (o denunciante da vigilância cibernética), nunca se falou tanto em segurança e privacidade no uso de dispositivos ligados a internet.

Mas será que o BlackPhone é tão seguro quanto um BlackBerry??? Será que o BlackPhone é a melhor opção para o mercado corporativo???

Em publicação recente, a BlackBerry ressalta que estão no mercado ao longo dos últimos 15 anos, tendo acumulado diversos prêmios em reconhecimento a segurança e qualidade, além de conquistar certificados com o mais alto padrão de segurança.

Conforme demonstrado no texto, o BlackPhone foi criado para o consumidor em geral, não necessariamente para pessoas ligadas a empresas, órgãos governamentais, grandes empresários, políticos e etc.

O BlackPhone é um smartphone concebido para funcionar fora de domínio da supervisão de TI, ou seja, sem gerenciamento de segurança por um servidor, como por exemplo o BES 10 (BlackBerry Enterprise Service 10).

Uma observação muito interessante faz referencia a falta de informação se o BlackPhone vai ou não armazenar registros e arquivos de comunicação de negócios, o que seria inaceitável para organizações regulamentadas, tais como serviços financeiros e de saúde.

O conceito de que o BlackPhone sozinho é capaz de gerir absolutamente a segurança de seus usuários, contrasta com a solução End-To-End BlackBerry, aonde a plataforma BlackBerry Enterprise Service 10 (BES10) fornece um único console capaz de gerenciar BlackBerrys, iPhones e Androids para o mercado corporativo ou pessoal.

De acordo com a descrição fornecida no site oficial do BlackPhone, o objetivo é fornecer laser e privacidade ao usuário. Os BlackBerrys tem preocupação semelhante, o fornecimento de laser aliado a segurança, porém, nos BlackBerrys este conceito foi elevado ao nível máximo, dividindo o aparelho em dois através do BlackBerry Balance, aonde ficam separados dados pessoais dos profissionais.

Outro fato interessante é demonstrado ao lembrar que a BlackBerry foi pioneira ao informar e permitir que os usuários decidam quais permissões cada aplicativo instalado terá, com relação ao acesso a dados e recursos do smartphone.

Por fim, concluí-se que pagar caro por um BlackPhone (aproximadamente US $629 Dólares) pode não ser o ideal para a segurança de dados pessoais. Já para as empresas, as características mais atraentes do BlackPhone são supérfluas perto do BlackBerry :D.

Particularmente, concordo com 100% :D.

Fonte: BlackBerry Business Blog Oficial.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s